Preencha os campos
abaixo e ENVIE SUA PERGUNTA:

[[contato.title]]

[[contato.message]]

Obesidade pode estar associada a redução da memória

Descobertas recentes sugerem que a obesidade está associada com a redução do desempenho da memória em adultos mais velhos, com a Doença de Alzheimer e com a atrofia do hipocampo. Um estudo avaliou se existiam déficits como esses citados acima também em adultos mais jovens e o grau de relação entre o índice de massa corporal (IMC) e a memória; a fim de avaliar a variação em função da idade. O desempenho na aprendizagem, atraso na memória e desempenho de reconhecimento foram comparados entre os grupos de IMC. Os resultados mostraram que os indivíduos obesos apresentaram menor desempenho de memória quando compararam pessoas ao longo da vida adulta (idade 21-82 anos), mas também quando examinaram adultos mais jovens e de meia-idade (idade 21-50 anos). Esses achados forneceram suporte adicional para uma relação entre obesidade e desempenho de memória reduzida e sugerem que esses efeitos não se limitam a adultos mais velhos [1].

Em outro estudo onde foi realizado um seguimento de indivíduos por 24 anos, foi encontrada uma relação entre IMC elevado e atrofia cerebral do lobo temporal em mulheres idosas. O IMC médio das mulheres que exibiram atrofia temporal em 1992 não foi um IMC com sobrepeso (≥ 25 kg / m2) em cada exame, mas foi consistentemente maior que o das mulheres que não desenvolveram atrofia [2].

Dados recentes sugerem que o alto IMC é um fator de risco para a doença de Alzheimer e precede o início da demência clínica [3]. Como dito anteriormente, a atrofia temporal também pode preceder os sintomas clínicos da doença e, na tomografia computadorizada, é um provável marcador de degeneração cerebral e morte neuronal, eventos que levam a sintomas de demência. Como a atrofia pode preceder e / ou acelerar os processos de demência, a degeneração cerebral pode ser um mecanismo patológico pelo qual um IMC elevado aumenta o risco de demência. A obesidade também pode aumentar a secreção de cortisol, o que pode levar à atrofia. Assim, existem inúmeros mecanismos biologicamente plausíveis, diretos e indiretos, nos quais o excesso de peso ou a obesidade podem levar ou aumentar a progressão da atrofia cerebral [3].

A epidemia de obesidade que está sendo observada em sociedades ocidentais envelhecidas apresenta um grave problema de saúde pública e, com base em nossas novas descobertas, tem implicações de longo alcance. Visto que o excesso de peso e obesidade contribuem não só para doenças de meia-idade, mas também para doenças degenerativas da vida tardia, é necessário muita atenção a essa patologia durante toda a vida.

Um outro estudo também revelou uma relação marcante entre o excesso de peso aos 70 anos de idade e o desenvolvimento da Doença de Alzheimer 10 a 18 anos mais tarde em mulheres brancas idosas. O risco de demência foi associado a um IMC claramente acima do peso (≥25,0) .2 O IMC foi, em média, 3,6 vezes maior entre os que desenvolveram Doença de Alzheimer do que aqueles que nunca se tornaram dementes [2].

O papel do excesso de peso como fator de risco para demência é amplamente inexplorado, apesar do interesse recente pela demência e pelos fatores vasculares relacionados ao sobrepeso. No entanto, indícios de que há uma relação entre o sobrepeso e a obesidade com distúrbios de memória e atrofia temporal, que pode levar a um quadro de doença de Alzheimer e de demência, servem como sinal de alerta para que as pessoas possam se atentar e cuidar do peso corporal.

Referências
1 - Gunstad, John, et al. "Obesity is associated with memory deficits in young and middle-aged adults." Eating and Weight Disorders-Studies on Anorexia, Bulimia and Obesity 11.1 (2006): e15-e19.
2 - Gustafson D., Lissner L., Bengtsson C., Bjorkelund C., Skoog I.: A 24-year follow-up of body mass index and cerebral atrophy. Neurology, 63, 1876–1881, 2004.
3 - Gustafson, Deborah, et al. "An 18-year follow-up of overweight and risk of Alzheimer disease." Archives of internal medicine 163.13 (2003): 1524-1528.

Veja também:

Como a colina ajuda a memória

Como a colina ajuda a memória

Dieta MIND: reduz o risco para o desenvolvimento de Alzheimer

Dieta MIND: reduz o risco para o desenvolvimento de Alzheimer

Exercícios Mentais: atividades que ajudam na manutenção da saúde mental/memória.

Exercícios Mentais: atividades que ajudam na manutenção da saúde mental/memória.