Preencha os campos
abaixo e ENVIE SUA PERGUNTA:

[[contato.title]]

[[contato.message]]

Meditar ajuda a memória

O termo meditação se refere a uma ampla gama de práticas decorrentes de diferentes tradições religiosas, espirituais e seculares. Atualmente tem se tornado uma atividade bastante popular em vários países; paralelamente, tem despertado o interesse de pesquisadores na investigação dos potenciais benefícios da meditação para melhorar a saúde e bem-estar dos indivíduos. Mais recentemente, pesquisadores tem se verificado o potencial da prática da meditação em benefícios tanto nas estruturas cerebrais como em efeitos cognitivos.

As pesquisas sugerem que mesmo períodos curtos de meditação podem levar a uma alteração funcional e estrutural do cérebro com efeitos positivos na função cognitiva. Mais especificamente, alguns estudos apontam os benefícios da meditação na melhora da memória, bem como na capacidade de proteger a deterioração da memória em períodos de alto estresse.

Pesquisadores americanos estudaram o efeito da meditação na memória em um grupo de indivíduos com idade acima de 60 anos que apresentavam perda de memória associada à idade, leve comprometimento cognitivo e diagnóstico precoce de doença de Alzheimer. O grupo de pacientes que praticou meditação apresentou melhora da memória e aumento do fluxo sanguíneo cerebral quando comparados ao grupo que não realizou as práticas de meditação. Parte do mecanismo pelo qual a meditação influencia na memória pode estar relacionada com a redução do estresse e emoções negativas.

Vale ressaltar que os estudos levam em consideração os critérios de diagnóstico clínico e de imagem. Sendo assim, a meditação parece prevenir o declínio cognitivo relacionado com a idade e a redução da espessura cortical. O uso de neuroimagens revelou que durante a meditação há ativação de áreas específicas do cérebro, além de mudanças funcionais e estruturais importantes.

Esses achados são particularmente relevantes no contexto das doenças neurodegenerativas, como a doença de Alzheimer, para as quais a meditação pode vir ser considerada como terapia adjuvante.

Referência:

1. Newberg, Andrew B., et al. "Meditation and neurodegenerative diseases." Annals of the New York Academy of Sciences 1307.1 (2014): 112-123.

2. Newberg, A.B., N. Wintering, D.S. Khalsa, et al. 2010. Meditation effects on cognitive function and cerebral blood Ann. N.Y. Acad. Sci. xxxx (2013) 1–12 C 2013 New York Academy of Sciences. 11 Meditation and neurodegenerative diseases Newberg et al. flow in subjects with memory loss: a preliminary study. J. Alzheimers. Dis. 20: 517–526.

Veja também:

Como alguns nutrientes ajudam na saúde do cérebro

Como alguns nutrientes ajudam na saúde do cérebro

Manteiga de cacau protege os neurônios

Manteiga de cacau protege os neurônios

Socialização, uma aliada da memória

Socialização, uma aliada da memória